top of page
Buscar

Quais são os prós e contras do dropshipping?

Atualizado: 14 de dez. de 2020

Uma das modalidades mais escolhidas pelos vendedores no início de seu e-commerce, quando não se tem uma grande quantia de capital para investir, é o dropshipping. Existem alguns benefícios e riscos ao praticar este tipo de gestão, que serão abordados neste post. Confira!

Quando se fala de dropshipping, o primeiro benefício que percebemos é o baixo custo da operação. O dono do e-commerce não tem contato com a gestão da cadeia e operação logística. Desta forma, ele não tem que manter custos operacionais com embalagem, armazenamento, separação e expedição, o que pode ser excelente dependendo dos objetivos do revendedor.

O revendedor concentra suas forças onde é mais necessário, focando no processo de vendas em si e também na divulgação dos produtos. Além disto, o revendedor terá a responsabilidade de gerenciar o atendimento ao cliente, o recebimento dos valores e, claro, o pagamento de fornecedores. É uma modalidade que confere grande flexibilidade ao negócio, visto que não é necessário alugar ou comprar um depósito para estoque, nem sequer é necessária estrutura física, pois o revendedor não tem contato direto com o produto que ele vende.

Olhando agora para os pontos negativos, o dropshipping pode gerar pequenos problemas, se não houver uma escolha cautelosa e contato contínuo com seu fornecedor. Por exemplo, revendedores que fazem dropshipping de sites internacionais como a AliExpress costumam ter problemas com revendedores não-confiáveis, tanto no suporte e garantia, quanto em questões fiscais e atendimento dos termos de uso de alguns marketplaces importantes, como Amazon, B2W e Mercado Livre. Por isso, antes de praticar esta modalidade, recomenda-se sempre uma análise de mercado e escolha minuciosa e referenciada dos fornecedores.

A depender da localidade em que o fornecedor se encontra, pode se tornar um problema para o envio de mercadorias. Caso o dropshipping seja feito com mercadorias provenientes de outro país ou região diferente de seu comércio, isso pode gerar atrasos nas entregas. Rupturas em estoque e a não comunicação imediata desse tipo de problema por parte do fornecedor pode prejudicar o revendedor que continua vendendo aquele produto, gerando atrasos para o consumidor, reclamações com a plataforma de marketplace, impacto nas métricas, entre outros problemas recorrentes no mundo do comércio digital.

Caso o fornecedor não tenha processos bem definidos, ele pode acabar por perder o controle a respeito das entregas dos produtos, enviando por diversas vezes pedidos trocados, ou não embalando corretamente a mercadoria e gerando avarias, entre outros contratempos. Todas estas complicações podem gerar reclamações na conta do revendedor, que precisará tomar as medidas corretas, indo sempre em direção à satisfação do cliente. Tudo isso tomará tempo para resolução do problema, podendo deixar uma insatisfação ao cliente final que comprou o produto e não recebeu o produto e/ou atendimento que esperava.

Em tese, o custo e saúde da operação podem ser interessantes se o revendedor tiver um fornecedor de confiança, com processos definidos e que tenha uma comunicação com seu e-commerce para que os produtos anunciados estejam sempre à disposição. Desta maneira, a operação tende a ser extremamente eficiente, com custos baixíssimos e boa margem. A receita para o êxito no comércio digital!


Precisa de auxílio com essa e outras questões no seu negócio? Fale com a Web Sellers! Nossas soluções de gerenciamento irão conectar seu negócio ao sucesso!

34 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Buscar

image-removebg-preview (9).png
bottom of page